Política

Vereador Delisio se indigna por policias serem obrigados a se mudarem para prédio inacabado da UNISP

Share Button

Na manhã desta terça-feira (13) após a Sessão Ordinária da Câmara, o vereador Delisio Fernandes (PSB), esteve na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) da E. T. de Ouro Preto do Oeste, com indignação presenciou um prédio inacabado, mesmo assim os policiais foram obrigados a ocuparem.

Onde deveria ser a nova casa dos sonhos para a Polícia Civil, Militar e Corpo de Bombeiro, tornou o maior pesadelo, o Vereador ficou pasmo em ver que uma obra que custou mais de 2 milhões de reais aos cofres públicos, “por falta de planejamento”, é insuficiente para o município.

Além de o local ser pequeno e não comportar as corporações, ainda existe a falta de operacionalidade do local, não tem distribuição ideal de tomadas, não tem telefone e tão pouco à internet que é primordial para o dia-dia, sem distribuição para as salas.

Estes são os menores dos problemas, faltam ar condicionados em várias salas e não podem serem instalados, por alegação de perder o seguro, já que clausula do contrato proíbe que as paredes sejam furadas.

Sem orçamento, os policiais estão fazendo “vaquinha” recolhendo dinheiro entre eles, para pagarem material e mão de obra, para equiparem as salas, inclusive em fios de internet, consertos hidráulicos “por não funcionar descargas nos banheiros”, vazamento internos dos ares condicionados “baldes espalhados pelas salas para evitar inundações”, e muitos outros problemas.

Conforme o vereador Delisio, houve um atropelo em obrigar a mudança imediata dos policiais para UNISP inacabada, “quem aguentou tanto tempo, aguentaria mais alguns dias, o que seria suficiente para os reparos, inclusive uma dedetização, pela quantidade de traças andando pelas paredes”.

Delegados, agentes e funcionários ficaram mudos, provavelmente foram proibidos de falarem com a imprensa, mas não precisam nem falar, é visível que o local tem centenas de problemas.

Sem poderem reclamar, “por caracterizar insubordinação”, Delegados e Agentes estão praticamente parados, uma vez que onde foram alocados, não existe as mínimas condições de exercerem seus trabalhos, momentaneamente.

Veja Também:   Rondônia: veículos com placa final 0 devem ser licenciados até o dia 31 de outubro

Ficamos sabendo que não é só aqui esses problemas, em todas as UNISP’s do estado não houve estudo minucioso para ver as necessidades, Ouro Preto por ser núcleo e responder pelas cidades circunvizinhas, aqui deveria ter sido construído uma unidade, no mínimo de porte médio.

Tivemos informações de que a UNISP de Ji-Paraná, foi inaugurada bem antes, e até o momento não foi ocupada, pelos mesmos motivos, “pequena e insuficiente para a cidade”.

Fonte: EsporteeNoticia.com

 

comente

To Top